Skip to main content

Grandes desafios das cidades

O Dia Mundial das Cidades (31 de outubro) marca para arquitetos e urbanistas os grandes desafios pela frente no Brasil

Cicero Alvarez

Cicero Alvarez, presidente da Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas

Apesar dos avanços obtidos nas últimas décadas em habitação popular e urbanização, nossos conglomerados urbanos seguem carecendo de políticas públicas eficientes.

Na tentativa de alertar para a importância do papel do urbanismo como agente de inclusão social e do planejamento das cidades ao redor do mundo, a Organização das Nações Unidas (ONU) propôs como assunto central dos debates deste ano “Governança Inovadora, Cidades Abertas”. Leia+Mais→

O desastre da reforma trabalhista

As ações trabalhistas caíram, em média, 50% no país, desde 11 de novembro de 2017. Não há o que comemorar./ Por Murilo Pinheiro

fne

É apenas o resultado da dificuldade do acesso dos trabalhadores à Justiça, após a reforma trabalhista, introduzida pela Lei 13.467/2017. Outros números denunciam a ineficácia da medida. O desemprego foi de 11,8%, em dezembro do ano passado, para 12,2%, em fevereiro. Em 2015, a taxa era de 8,5%, no mesmo período. A informalidade também cresceu e segue como a tendência no mercado de trabalho, com quase 3 milhões de brasileiros, entre autônomos e informais, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Leia+Mais→

Arquitetura e o novo formato evolutivo das escolas

Estamos diante de um movimento muito valioso para a convivência e produtividade do ser humano / Por Bruna de Lucca

colégio

Pátio do Colégio Agostiniano São José – muro com releitura de Piet Mondrian

Estamos repensando, em todas as esferas, como oferecer ambientes mais humanizados, saudáveis e que promovam mais integração e qualidade de vida. Consequentemente buscamos elevar a saúde física e emocional daqueles que utilizam espaços com arquitetura embasada e funcional.

Não menos importante do que a integração entre pessoas, a sinergia das pessoas com as instituições e com as disciplinas com as quais convivem, é importantíssima. Esta sinergia reflete em nosso subconsciente e traz resultados significativos quanto à produtividade e o engajamento. Leia+Mais→

Análise do discurso das mudanças climáticas

Pesquisa da UFSCar analisa discurso sobre mudanças climáticas na América Central, tese do Programa de Pós-Graduação em Ciência, Tecnologia e Sociedade revela o comportamento da mídia em relação ao tema

López / AdrianaArruda/CCS/UFSCar)

Edi Efraín Bámaca López, guatemalteco e autor da tese

As mudanças climáticas têm sido alvo de muitas discussões e pesquisas científicas, ao redor do mundo, por conta dos efeitos que estão causando em todo o Planeta, como o aumento da temperatura mundial, o derretimento das calotas polares, o crescimento do nível de água dos oceanos, entre outros.

Nesse contexto, considerando a importância da produção de conhecimento qualificado sobre o assunto, Edi Efraín Bámaca López, guatemalteco e aluno de doutorado do Programa de Pós-Graduação em Ciência, Tecnologia e Sociedade (PPGCTS) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), desenvolveu a tese intitulada “¿De qué hablan? Discursos editorialistas em Centroamérica”, que analisa como grandes veículos de comunicação de El Salvador, Guatemala, Honduras e Nicarágua abordam as mudanças climáticas. O estudo foi realizado sob orientação de Valdemir Miotello, professor aposentado do Departamento de Letras (DL) da UFSCar. Leia+Mais→

Rio indicada capital mundial da Arquitetura

Decisão foi tomada na sexta-feira 18/05, pela União Internacional dos Arquitetos (UIA). Último passo é aprovação da Unesco

Rio de Janeiro

O Conselho da União Internacional dos Arquitetos (UIA), reunido em Oaxaca (México), aprovou nesta sexta-feira, 18 de maio, por unanimidade, a nomeação da cidade do Rio de Janeiro a Capital Mundial da Arquitetura UIA/UNESCO 2020. A obtenção do título faz parte do programa proposto pela Prefeitura do Rio, com apoio do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), para 2020, quando a capital fluminense sediará o 27º Congresso Mundial de Arquitetos. Cabe à Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) agora fazer a designação formal do título, conforme contrato firmado com a UIA. O Rio é a primeira cidade a receber o título – a próxima deverá ser Copenhagen, na Dinamarca, sede do 28º Congresso Mundial de Arquitetos. Leia+Mais→

PL tira prerrogativas setoriais

Alerta: PL tira prerrogativas para definir atuação privativa de arquitetos e urbanistas

Câmara

Conselho de Arquitetura e Urbanismo tem alertado aos profissionais para que acompanhem a tramitação na Câmara dos Deputados de um Projeto de Lei que prevê a revogação da prerrogativa legal do Conselho para definir as áreas de atuação privativa dos arquitetos e urbanistas e as áreas de ação compartilhada com outras profissões regulamentadas.

Trata-se do PL 9.818/2018, de autoria do deputado federal Ricardo Izar (PP-SP), que propõe a revogação dos parágrafos 1º e 2º do Art. 3º da Lei 12.378 de 31 de dezembro de 2010. Leia+Mais→

Extinção da FEE

Saergs e FNA repudiam extinção da Fundação de Economia e Estatística (FEE)

FEE

O Sindicato dos Arquitetos no Estado do Rio Grande do Sul (Saergs) e a Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA) repudiam veementemente a extinção da Fundação de Economia e Estatística (FEE), concretizada nesta quinta-feira (5/4) por meio de decreto publicado no Diário Oficial do Estado. A instituição de pesquisa, que existia desde 1973, era a maior fonte de dados estatísticos sobre o Rio Grande do Sul. Leia+Mais→

FNA lamenta morte da vereadora Marielle Franco

A Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA) lamenta profundamente a morte da vereadora do PSOL Marielle Franco ocorrida em decorrência de ataque de atiradores na noite desta quarta-feira (14/3) no Rio de Janeiro (RJ).

Marielle Franco

Ativista e militante das causas das cidades brasileiras e das mulheres, a socióloga esteve ao lado da FNA em evento promovido pelo CAU/RJ no dia 7 deste mês em alusão ao Dia Internacional da Mulher. Suas palavras e pensamento contundente foram eternizadas em reportagem publicada no site da federação.

Em um de seus últimos pronunciamentos, a presidente da Comissão da Mulher na Câmara Municipal do Rio de Janeiro conclamou a sociedade a debater as questões de gênero além do mês de março. “A perspectiva de gênero deve ser discutida, mas não apenas quando é comemorado do Dia Internacional da Mulher. Política também é esse lugar da identidade de gênero. Um lugar onde a mulher precisa estar na centralidade, um cenário condizente com 2018”. Leia+Mais→

Scroll Up